ABES

http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/495966banner_socio.giflink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/330350economiaagua.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/241326diadesol2015.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/514816banner_1.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/611994jps080916.jpglink
Home Notícias Notícias ABES ABES presente no Congresso da AIDIS, no México
ABES presente no Congresso da AIDIS, no México PDF Imprimir E-mail
Seg, 03 de Novembro de 2014 08:50

Até 6 de novembro, associados da ABES estarão entre os 1.500 profissionais do Saneamento, acadêmicos, empresários, consultores, representantes governamentais e estudantes de diversos países que estarão reunidos em Monterrey, no México, para o XXXIV Congresso Interamericano de Engenharia Sanitária e Ambiental, promovido pela AIDIS – Associação Interamericana de Engenharia Sanitária e Ambiental e pela AMICA – Associação Mexicana de Engenharia, Ciência e Gestão Ambiental.

O presidente da ABES, Dante Ragazzi Pauli, será representado no Congresso por Darci Campani, presidente da ABES-RS, que também é o Diretor de Resíduos Sólidos da AIDIS. “A ABES, como a entidade mais antiga e atuante no Saneamento no Brasil, tem estado presente nas discussões em nível mundial, levando o conhecimento do Brasil e trazendo experiências de profissionais de outros países. O mundo vivencia questões urgentes, como as mudanças climáticas e a crise hídrica. É um momento para entendermos a forma como outros países estão enfrentando esses problemas”, afirma Campani, lembrando que mais uma vez, com mais de 300 aprovados, o Brasil é o país com maior número de trabalhos a serem apresentados.

campani

Darci Campani, presidente da ABES-RS e Diretor de Resíduos Sólidos da AIDIS

Um dos principais temas do encontro será a ampliação do acesso à água com qualidade e a redução das desigualdades. Outros pontos que estarão em pauta são: novos desafios que as mudanças climáticas impõem à Engenharia Sanitária no terceiro milênio, planos municipais e políticas de gestão dos resíduos sólidos; registro de emissões e convênios ambientais na América Latina, planos de segurança de água, inovação tecnológica para produção e consumo sustentável e universalização dos serviços de água potável e saneamento rural.

No âmbito do Congresso será promovido o Fórum Interamericano de Água, como uma reunião preparatória para o 7º Fórum Mundial da Água, que será realizado na Coreia do sul em abril de 2015.

No encontro também acontecerá a posse do engenheiro Luiz Augusto de Lima Pontes, sócio da ABES, como presidente da AIDIS para os próximos dois anos.

 

Câmaras de Comunidades Isoladas da ABES-SP apresenta trabalho

O 34º Congresso Interamericano de Engenharia Ambiental e Sanitária, na categoria Educação Ambiental também contará com a apresentação do trabalho técnico ‘A falta de saneamento como geradora de conflitos sociais e inibidora de iniciativas que diminuam os riscos de contaminações’, elaborado pela Câmara Técnica de Saúde e Saneamento em Comunidades Isoladas da ABES Seção São Paulo.

O trabalho, liderado pela engenheira Ana Lúcia Brasil, coordenadora da Câmara Técnica, abordou o tema sob o aspecto da necessidade de ações que promovam a informação dos moradores, a consciência dos riscos ambientais a que estão submetidos e a necessidade de novas abordagens que conduzam a soluções de curto prazo que reduzam a poluição urbana.

Imagem1

Ana Lúcia Brasil, coordenadora da Câmara Técnica de Saúde e Saneamento em Comunidades Isoladas da ABES-SP

De acordo com Ana Lúcia, o estudo ressalta a importância do saneamento como mecanismo de controle social. "A própria falta de saneamento leva a uma falta de relacionamento entre os vizinhos. Todo mundo culpa o outro porque a rua está poluída, assim como todos jogam os esgotos das fossas que não funcionam mais na rua. E como eles não se falam, eles não se unem, não têm uma associação de bairro e não reivindicam nada. Então a privação de saneamento acaba sendo também um problema social gravíssimo."

Ainda segundo a engenheira, este material foi elaborado como meio de divulgação do Projeto Piloto: ‘Sustentabilidade de Tratamento de Esgotos Domiciliares em Comunidades Isoladas – Vila Machado’. “No fundo nós queremos divulgar esse projeto porque ele mostrou uma falha que nós temos, principalmente, na região Metropolitana, que é uma periferia, que chamamos de área informal. Essas áreas normalmente não são assistidas nem pelo abastecimento de água, nem pelo esgoto”.

O projeto foi desenvolvido pela câmara entre 2012 e 2013, no município de Mairiporã – SP, para realizar diagnóstico e identificação de possíveis soluções de esgotamento domiciliar em localidades isoladas do sistema de saneamento existente no município.

Entre as instituições envolvidas estão a SABESP, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral da Secretaria Estadual de Agricultura – CATI, a Prefeitura do Município de Mairiporã, a Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, a Faculdade de Tecnologia – FATEC e o Subcomitê Juqueri-Cantareira da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê.

Outro produto desse Projeto foi o Seminário “Soluções Inovadoras de Tratamento e Reúso de Esgoto em Comunidades Isoladas – Aspectos Técnicos e Institucionais”, que foi uma importante forma de unir esforços na busca por soluções de saneamento para comunidades como a Vila Machado.

 

Eventos

«   Setembro 2018   »
dstqqss
      1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
      
Veja mais eventos

Receba nossos informativos

Rua Eugênio de Medeiros, 242 - 6º andar - Pinheiros - 05425-900
São Paulo - SP
Mapa de localização

Tel / Fax: 11 3814 1872 e 11 2729 5510
Fale conosco

ABES-SP - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental