ABES

http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/495966banner_socio.giflink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/330350economiaagua.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/514816banner_1.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/611994jps080916.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/283592241326diadesol2015.jpglink
Home Notícias Notícias ABES Câmara Técnica de Saneamento e Saúde em Comunidades Isoladas da ABES-SP realiza reunião ordinária com apresentação sobre a filosofia adotada no Instituto Elos
Câmara Técnica de Saneamento e Saúde em Comunidades Isoladas da ABES-SP realiza reunião ordinária com apresentação sobre a filosofia adotada no Instituto Elos PDF Imprimir E-mail
Sex, 02 de Outubro de 2015 09:49

A Câmara Técnica de Saneamento e Saúde em Comunidades Isoladas da ABES-SP (CTCI) reuniu seus membros nesta terça-feira, dia 29, na sede da entidade, para uma nova reunião ordinária. Na ocasião, Thaís Polydoro, arquiteta e gestora do núcleo de Realização do Instituto Elos, ministrou a palestra ‘Filosofia Elos - Transformando comunidades isoladas em comunidades empreendedoras’ para os integrantes da câmara.

Em sua apresentação, Thaís falou de sua experiência como coordenadora do Projeto Comunidades Empreendedoras, que realiza ações que unem os moradores para cuidar da área comum. “A gente nunca chega em uma comunidade com um projeto pronto, o que nós fazemos é buscar sonhadores, e ajudar esses sonhadores a materializar seus sonhos, mostrando oportunidades e caminhos que as vezes são desconhecidos por falta de repertório, ou falta de conexão com outras redes”.

IMG 1405 - Cópia

Para ilustrar o papel do instituto dentro deste projeto, Thaís detalhou os sete passos que compõem a Filosofia Elos. O primeiro deles é o Olhar, que consiste no exercício e cultivo de uma visão apreciativa sobre a comunidade e seu ambiente, para criar um cenário de abundância de recursos e possibilidades, valorizando a presença e o potencial de contribuição de cada pessoa.

Em seguida, é realizada a etapa do Afeto, que trata do estímulo para o estabelecimento de relações afetivas entre as pessoas propiciando o surgimento da confiança e do cuidado mútuo, elementos que alimentam e fortalecem o trabalho coletivo. “Nós não chegamos buscando lideranças consolidadas politicamente, porque essas pessoas já costumam ter um olhar viciado, de luta e de uma trajetória que, muitas vezes, não aglutina, mas muito pelo contrário, ele separa. Então nós buscamos o que nós chamamos de lideranças afetivas, que nos fazem descobrir histórias daquela região”.

O terceiro passo da filosofia é chamado de Sonho, pois é a fase que propicia o espaço e a relação adequados para a expressão das melhores e mais profundas aspirações. Nesta etapa, encontra-se um sonho e comum e mobilizador entre aquela determinada sociedade. Ela é seguida pelo quarto estágio, o Cuidado, onde é realizado um planejamento cuidadoso de estratégias e projetos que atenderão às expectativas do conjunto de sonhos comuns. Nele, o grupo atua respondendo à questão de como caminhar juntos cuidando de si, do outro e de um sonho comum ao mesmo tempo.

Posteriormente, é realizado o chamado Milagre, que os planos estabelecidos são colocados em prática para o alcance daquele objetivo. “É o fazer e o acontecer já, com os recursos disponíveis”, explica Thaís. No entanto, o trabalho do instituto vai além dessa realização, chegando à sexta etapa, da Celebração, o reencontro após a jornada de ação para partilhar a alegria da realização conjunta e reconhecer e celebrar a contribuição de cada um na conquista coletiva.

O último passo do projeto é a Re-evolução, onde são definidos quais são os novos passos que serão realizados por aquela comunidade, já sem a coordenação do instituto. De acordo com Thaís esta etapa é de grande importância, pois marca o protagonismo da comunidade. “Todos os grupos têm autonomia de continuidade. Nós não podemos deixar essas comunidades serem nossas reféns, nossa intenção é criar uma espiral evolutiva, onde o trabalho e a ação nunca param”, concluiu.

A metodologia do Instituto Elos também foi transformada em um jogo chamado Oasis, uma ferramenta de apoio à mobilização cidadã para a realização de sonhos coletivos. Composto por jogadores e comunidade, o jogo considera uma definição ampla de comunidade que envolve diversos atores, como moradores, ONGs, governo local, lideranças e empresas. As instruções estão disponíveis no site: http://institutoelos.org/jogo-oasis/

Após a apresentação da arquiteta, os membros da Câmara discutiram os resultados do 19º Congresso de Meio Ambiente e o 13º Congresso de Habitação e Urbanismo, realizado entre os dias 24 e 27 de setembro, que contou com uma palestra da coordenadora da CTCI, Ana Lúcia Brasil (leia mais).

DSC 0117 - Cópia

O grupo ainda discutiu sobre os preparativos do Projeto Demonstrativo Educação Ambiental Integrada na Escola Estadual Maria Zeza e da Oficina Municipal de Saneamento ABES-FUNASA, ainda sem data programada para acontecer.  

 

Eventos

«   Maio 2019   »
dstqqss
   1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
Veja mais eventos

Receba nossos informativos

Rua Eugênio de Medeiros, 242 - 6º andar - Pinheiros - 05425-900
São Paulo - SP
Mapa de localização

Tel / Fax: 11 3814 1872
Fale conosco

ABES-SP - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental