ABES

http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/495966banner_socio.giflink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/330350economiaagua.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/514816banner_1.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/611994jps080916.jpglink
http://abes-sp.org.br/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/283592241326diadesol2015.jpglink
Home Notícias Notícias ABES JPS São Paulo: leia a entrevista com a nova coordenadora
JPS São Paulo: leia a entrevista com a nova coordenadora PDF Imprimir E-mail
Sex, 08 de Março de 2019 09:23

O programa Jovens Profissionais do Saneamento da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES Seção São Paulo (JPS/ABES-SP) tem nova coordenação. A tecnóloga em Hidráulica e Saneamento Maria Fernanda Garrubo Bentubo assumiu o lugar deixado pelo geógrafo Thomas Ficarelli.

altNa entrevista, a seguir, a nova coordenadora, a segunda mulher na história do JPS-SP – que foi criado em 2010 – fala sobre as perspectivas e desafios de sua gestão. E, entre outros pontos, destaca a importância do JPS da ABES para sua carreira, para os jovens e para o saneamento no Brasil. “Sinto que as mulheres estão ganhando mais espaço e a tendência é entrar em um equilíbrio de gêneros, afinal podemos aproveitar o melhor de ambos”, ressalta Maria Fernanda, que cursa pós-graduação em Gestão Ambiental, no SENAC, e é funcionária da Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica, na Sabesp.

Sua coordenação terá auxílio de Thiago Silva Pereira, engenheiro ambiental e sanitarista, e Viviane de Jesus Santos, também tecnóloga em Hidráulica e Saneamento Ambiental.

Leia a entrevista:

alt

Maria Fernanda Bentubo (ao centro) e seus auxiliares na coordenação do JPS-SP, Thiago Silva Pereira e Viviane de Jesus Santos


ABES Notícias: Quais são suas expectativas com a liderança no JPS-SP?

Maria Fernanda Bentubo: Primeiramente, espero, no mínimo, manter a excelente qualidade que o programa vem adquirindo nas últimas gestões. Cada coordenador, dentro do seu perfil, deixou um legado e impulsionou o JPS, pretendo também, deixar a minha marca e usar das minhas habilidades para inovar e ampliar o programa em SP.

 

ABES Notícias: Quais são as atividades planejadas para 2019? Como será a participação de SP no Congresso da ABES em Natal, em junho?

Maria Fernanda Bentubo: As programações para este primeiro semestre de 2019 estão intensas, principalmente com o JPS sendo embaixador do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo e a participação na organização de algumas atividades do Congresso em Natal. Dentro das atividades programadas estão visitas técnicas, atividades de educação ambiental nas escolas para o Dia Mundial da Água, divulgação do Prêmio para estudantes do ensino médio de escolas públicas de SP, workshop sobre intercâmbio voluntário, palestras, sendo alguma delas sobre temas bastante atuais como: Barragens, e muitos outros. Fiquem ligados nas nossas notícias e convites! As atribuições do JPS de cada estado no Congresso ainda estão sendo finalizadas, mas em aquecidas discussões.

 

ABES Notícias: Como o JPS-SP pretende engajar mais jovens no programa?

Maria Fernanda Bentubo: Estamos aumentando nossa atuação nas redes sociais, principalmente tentando nos aproximar de forma mais pessoal, através de vídeos e postagens mais frequentes, por exemplo. Também vamos voltar a nos aproximar das universidades de forma mais intensa, incentivando e estimulando novas lideranças.

 

ABES Notícias: Como você vê o cenário ambiental e do saneamento para os jovens em 2019 e como o JPS espera contribuir com os jovens profissionais?

Maria Fernanda Bentubo: Neste início de ano, sentimos o mercado dar uma aquecida. No próprio grupo do WhatsApp do JPS-SP tem aparecido mais ofertas de emprego, isso é um ótimo sinal! É possível observar também que muitas empresas estão contratando no formato de Pessoa Jurídica, o famoso PJ, talvez não seja a forma mais esperada de contratação, mas de alguma forma já facilita o ingresso no mercado. O JPS está sempre aberto a novas ideias e a contribuir através de rodas de conversa, palestras, trazendo profissionais competentes e especialistas para tratar de assuntos bastante complexos e que necessitam de bons debates. Despertar a liderança e o fortalecimento nos jovens trará maior segurança para cada um, em cada nível de envolvimento e não tenho dúvidas que o JPS é transformador.

 

ABES Notícias: Como o JPS contribuiu com sua experiência pessoal e profissional?

Maria Fernanda Bentubo: Sou muito grata ao JPS por sempre ser muito acolhedor. O JPS desperta em mim as fortalezas do propósito. O que quero dizer com isso: nos sentimos muito motivados quando nos dedicamos a causas com finalidades e objetos maiores, mais humanos. É essa a missão da ABES: contribuir com a qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente. Mas não fica no “blá-blá-blá”, pude ver atividades, projetos, trabalhos e discussões efetivas, nesses últimos 4 anos de atuação no JPS-SP. Além de ter inúmeros líderes em quem me inspirar de verdade, tanto na própria diretoria da ABES, quanto nos coordenadores que tive a honra de conhecer. A presença nos congressos da Abes, que tem sido cada vez melhores, ampliou minha visão de mundo. Ter liberdade de opinar, realizar e organizar, produz em mim uma sensação de satisfação e contribuição. Além do mais, a confiança das pessoas se ganha com o tempo e graças a ela e minha forte tendência a comunicação, que consegui boas indicações em oportunidades de trabalho. As apresentações em universidades, fez com que minha dicção e postura melhorassem bastante. Por fim, consegui bons e leais amigos e colegas de formação, o que sempre pode melhorar a vida de qualquer pessoa.

 

ABES Notícias: Qual a importância dos jovens profissionais do saneamento da ABES no Brasil?

Maria Fernanda Bentubo: O ser humano por si só tem uma forte tendência a permanecer na zona de conforto. E, assim como há o avanço das tecnologias, a inovação de sistemas, a velocidade da informação e a sede por conhecimento e capacitação, é preciso inserir profissionais com visão ampla, que tenham embasamento técnico para discutir sobre diversos assuntos e que tenham respaldo de profissionais de sucesso para ocupar seus lugares de fala a altura e substituir os profissionais seniores, em um futuro não tão distante para alguns.

 

ABES Notícias: Quais são os principais desafios do programa em São Paulo?

Maria Fernanda Bentubo: Maior interação dos profissionais seniores da ABES com os jovens profissionais; recursos financeiros para realização de visitas técnicas; maiores oportunidades de ingresso em congressos, cursos e eventos com gratuidade ou descontos maiores; desconto considerável na anuidade para JPS; contato com empresas através da ABES para bancos de vagas de emprego/estágio; possível parceria com os jovens com expertise para dar cursos na ABES (pensando que temos uma gama de profissionais muito capacitados e especialistas em alguns assuntos que poderiam oferecer este tipo de serviço).

 

ABES Notícias: Como você se sente sendo a segunda mulher na coordenação após muito anos?

Maria Fernanda Bentubo: Sinto que as mulheres estão ganhando mais espaço e a tendência é entrar em um equilíbrio de gêneros, afinal podemos aproveitar o melhor de ambos. Mas talvez nossa sensibilidade e maior criatividade sejam pontos fortes a serem explorados.

 

Eventos

«   Maio 2019   »
dstqqss
   1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 
Veja mais eventos

Receba nossos informativos

Rua Eugênio de Medeiros, 242 - 6º andar - Pinheiros - 05425-900
São Paulo - SP
Mapa de localização

Tel / Fax: 11 3814 1872
Fale conosco

ABES-SP - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental